A Pesquisa na PUC-Campinas

Por Profa. Dra. Sueli do Carmo Bettine

 Na década de 1980, foram implantadas na PUC-Campinas as Coordenadorias de Pós-Graduação e de Estudos e Apoio à Pesquisa, os Núcleos de Extensão de Saúde e Educação, a Assessoria de Planejamento da Reitoria, além de diretrizes da Carreira Docente. Como forma de fomentar a Pesquisa e a Extensão, a Universidade passou a contar com docentes em regime de dedicação para o desenvolvimento de projetos de Pesquisa, Extensão e Capacitação para os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

Ainda nesse período, foram implantados os Programas de Bolsa de Pós-Graduação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior/Ministério da Cultura (CAPES/MEC) e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (1993).

A consolidação da Pesquisa na Universidade ocorreu durante a década de 1990; entretanto, é a partir de 2002, com a instalação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, que se estabeleceu uma política de Pesquisa e Pós-Graduação. Tal política promoveu a reorganização dos Grupos de Pesquisa já existentes e a constituição de novos Grupos de Pesquisa, possibilitando a integração entre as atividades-fim da Universidade: Ensino, Pesquisa e Extensão.

As atividades de Pesquisa na PUC-Campinas ocorrem no âmbito dos Grupos de Pesquisa Institucionais que são certificados pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação junto ao Diretório dos Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq/MCTI; atualmente, a Universidade tem 46 Grupos de Pesquisa institucionalmente certificados junto ao CNPq.

As atividades desenvolvidas no âmbito dos Grupos de Pesquisa da PUC-Campinas visam contribuir para a expansão e consolidação da Pós-Graduação Stricto Sensu no país; tais atividades são desenvolvidas por docentes pesquisadores e seus orientandos de doutorado, mestrado, iniciação científica, de programas de educação tutorial e de trabalhos de conclusão de curso de graduação.

Os Projetos de Pesquisa são de natureza institucional, vinculados às Linhas de Pesquisa dos Grupos de Pesquisa e abrigados no contexto de um Plano de Trabalho de Pesquisa do Docente Pesquisador. As Linhas de Pesquisa são exclusivamente de natureza Institucional e definidas em conjunto com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, considerando-se as políticas de fomento da Pós-Graduação no país e o desenvolvimento de áreas estratégicas para a PUC-Campinas e, ainda, alinhadas com a sua Missão e Valores.

STRICTO SENSU (Mestrado e Doutorado)

Em consonância com o Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG) 2011-2020, que tem como uma de suas metas a ampliação da Pós-Graduação no Brasil, a PUC-Campinas implantou, entre 2014 e 2016, cinco novos cursos de Mestrado Acadêmico: Sustentabilidade; Linguagens, Mídia e Arte; Ciências da Saúde; Sistemas de Infraestrutura Urbana; e Ciências da Religião; e, também, um novo curso de Doutorado em Educação, que somados aos cursos anteriormente existentes compõem Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu nas seguintes Grandes Áreas: Ciências da Saúde, Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas, Engenharias, Interdisciplinar e Linguística, Letras e Artes.

LATO SENSU (Especialização)

Com a finalidade de atender às demandas da sociedade e acompanhando a dinâmica do mundo do trabalho, a Universidade oferece sistematicamente Cursos de Especialização nas mais diversas áreas do conhecimento cujo objetivo principal é a atualização e o aprimoramento profissional.

Profa. Dra. Sueli do Carmo Bettine é Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação