A Universidade e o Empreendedorismo

Por Tiago Aguirre – Coordenador do Programa PUC-Campinas Empreende

Cada vez mais encontro pessoas conversando sobre o futuro das relações pessoais, sobre como será o mercado de trabalho do futuro. A Internet e a mobilidade estão transformando os meios de comunicação e a forma que nos relacionamos. Algumas vezes, busco refletir: Por quê? Para quê? Muitas vezes encontro um porque, mas nem sempre é trivial achar o para que.

Neste momento de incertezas, comenta-se que 60% das profissões atuais não existirão nos próximos 20 anos. O que fazer? Quais são as competências do profissional do futuro? Como prepará-los? Qual o papel da Universidade?

De outro lado, como diriam os enxadristas, a carreira corporativa tradicional está “em xeque”. Jovens profissionais passam em processos seletivos exigentes e, se não se identificam com a cultura da empresa, saem em busca de algo melhor. Estão priorizando seus objetivos pessoais. E fica a dúvida: onde encontrarão algo melhor?

Podemos entender a cultura de “priorizar os objetivos pessoais” como a cultura de “construção de sonhos”, que é base do Empreendedorismo. Nas palavras do Prof. Fernando Dolabela, “empreendedor é alguém que sonha e busca transformar seu sonho em realidade”.

Nesse contexto, a Universidade precisa estar preparada para oferecer para a comunidade interna e externa, ambiente propício para auxiliar a construção dos mais diversos sonhos. É importante lembrar que, como toda área de conhecimento, existem métodos e ferramentas que auxiliam o processo empreendedor. Assim sendo, oferecer ambiente de capacitação e experimentação é o que se pode esperar das Universidades.

Na PUC-Campinas, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PROEXT), apresenta-se o Programa PUC-Campinas Empreende, com projetos orientados ao apoio, capacitação e integração da comunidade de alunos, egressos, professores e funcionários com o Ecossistema Empreendedor da Região Metropolitana de Campinas. Busca-se, dessa forma, auxiliar na formação de profissional capacitado a transformar a realidade do mercado, seja por meio de sua atuação nas empresas e corporações existentes, seja na construção de novas empresas que geram trabalho e renda de maneira sustentável ambiental, social e economicamente.