Dia Mundial Sem Tabaco – Iniciativas reforçaram os malefícios do tabagismo

Por Armando Martinelli

Celebrado no dia 31/5, o Dia Mundial Sem Tabaco mobiliza inúmeras instituições ao redor do mundo em campanhas pelo controle do tabagismo, causa de diversas doenças, incluindo o câncer, e responsável por seis milhões de mortes por ano, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A Fundação do Câncer (www.cancer.org.br) mostrou o impacto econômico do tabagismo no crescimento sustentável dos países e os riscos à saúde da população, por meio de ações em seus diferentes canais nas redes sociais. As peças trouxeram imagens e frases sobre os efeitos do tabagismo na natureza e na vida das pessoas. Na campanha, também foram apresentados dados relevantes sobre o desmatamento global, desigualdade social, poluição, custos para saúde, entre outros.

Outra campanha de impacto foi realizada pela Associação de Defesa da Saúde do Fumante (ADESF), que procurou conscientizar o público sobre os problemas do cigarro, mostrando de forma criativa, como fumar pode trazer um risco maior à vida do que atividades normalmente consideradas mais perigosas do que o ato de dar uma tragada.

São três filmes que colocam pessoas mergulhando com crocodilos; desarmando bombas ou pulando de base jump, situações cujo número de mortalidade é bem inferior ao decorrente do tabagismo. Em um deles, no comercial que compara o mergulho com crocodilos com os problemas provocados pelo cigarro, por exemplo, a taxa de mortalidade provocada pela atividade perigosa é de 250 óbitos por ano no mundo, contra uma média anual de seis milhões de mortes causadas pelo tabagismo.

Confira os vídeos nos links abaixo:

Crocodilo: https://www.youtube.com/watch?v=jE53_bE-h-U

Bomba: https://www.youtube.com/watch?v=hcefusJxxOw

Base Jump: https://www.youtube.com/watch?v=5amV8QHdhKE