Arquivo da tag: dicas

Dicas de Cinema

Por Armando Martinelli

Como Nossos Pais

Como Nossos Pais, último longa-metragem da diretora Laís Bodanzky (Bicho de sete cabeças, As melhores coisas do mundo) sagrou-se o grande vencedor do Festival de Gramado 2017, com seis premiações: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Atriz (Maria Ribeiro), Melhor Ator (Paulo Vilhena), Melhor Atriz Coadjuvante (Clarisse Abujamra) e Melhor Montagem (Rodrigo Menecucci). Assim como em seus filmes anteriores, Laís Bodanzky mantém seu estilo afinado de planos de conjunto para filmar vários personagens, close-ups nos rostos, luz natural, pequenos diálogos para conduzir a trama. Dessa forma, ela consegue explorar a performance dos atores centrais, em especial, Maria Ribeiro, que interpreta Rosa, personagem principal do filme que sintetiza o drama vivido pelas mulheres que são mães e filhas ao mesmo tempo, com a sobrecarga de suas funções diárias, especialmente em uma sociedade que ainda é refém do modelo patriarcal. Em exibição no circuito comercial de cinema do país, Como Nossos Pais ainda conta com a participação especial do músico, compositor e escritor Jorge Mautner, no papel do pai de Rosa.

Confira o trailer do filme – https://www.youtube.com/watch?v=-_8t-3PG8Qk

FRIDA

Com o roteiro baseado fielmente no livro de Hayden Herrera, o filme Frida, (2002) sobre a vida da pintora mexicana Frida Kahlo, dirigido por Julie Taymor, perpassa a história da artista desde a sua adolescência até o ano de sua morte, com destaque para momentos fundamentais de sua vida, como o trágico acidente que lhe causou múltiplas fraturas; seu relacionamento com o pintor mexicano Diego Rivera; suas viagens pelo mundo; seu amor pelos animais; seus momentos boêmios e suas opções políticas. Com trilha sonora belíssima e fotografia primorosa, o filme também conta com ótimas atuações de Salma Hayek (Frida Kahlo) e Alfred Molina (Diego Rivera), sendo opção para os amantes da arte e todos interessados em conhecer a vida de uma mulher à frente do seu tempo.

O filme se encontra no catálogo do aplicativo Netflix

Confira o trailer _ https://www.youtube.com/watch?v=-CTM7FcY1LE

ELA

Por Armando Martinelli

A solidão em tempos virtuais, em que o ser humano tem inúmeras interações, vários contatos, mas pouquíssima presença física é o pano de fundo para essa história vencedora do Oscar de Melhor Roteiro Original, em 2014

Há limites para o amor? E se os traumas reais forem tão fortes a ponto de apontarem outras soluções? O filme Ela (no original Her), dirigido por Spike Jonze, conta a história de Theodore (interpretado magistralmente por Joaquin Phoenix). Theodore adquire um revolucionário sistema operacional de inteligência artificial e conhece Samantha (Scarlett Johansson), a voz desse moderno aparelho.

Theodore é um homem em busca da felicidade, mas só a enxerga se for apoiada no outro, independentemente da presença física.  Samantha é uma verdadeira inteligência artificial, embora não tenha cérebro, possui uma mente. E essa mente lhe permite interagir de forma complexa com Theodore. É justamente sobre essa inesperada relação que trata este incrível filme, situado em uma Los Angeles futurista, com belíssima fotografia a explorar nuances da metrópole e o vazio existente mesmo entre milhões de pessoas.

Além disso, Jonze lança indagações sobre a imagem que criamos sobre nós mesmos e sobre os outros, especialmente quando nos envolvemos virtualmente. O quanto existe de projeção no amor, em especial, com os limites imaginativos ampliados pela ausência de realidade?

Confira trailer do filme (Ela se encontra no catálogo do aplicativo Netflix)

https://www.youtube.com/watch?v=TggD91pV6KE

Dicas de Cinema

Por Armando Martinelli

Festival Varilux de Cinema Francês 2017

De 7 a 21 de junho, 55 cidades brasileiras, incluindo Campinas, receberão o Festival Varilux de Cinema Francês 2017, que apresentará os mais recentes filmes estrelados por Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Marion Cotillard, Guillaume Canet e Omar Sy, entre outros expoentes do Cinema Francês.

Além de conhecerem a diversidade de gêneros e temáticas da nova cinematografia francesa, o público também poderá assistir ao clássico “Duas Garotas Românticas” – que completa 50 anos e será exibido em cópia restaurada no Festival.

Confira no site (www.variluxcinemafrances.com) a relação de filmes, sinopses, trailers, e informações sobre as sessões, com horários e salas.

Mais informações pelo:
Facebook: Festival Varilux de Cinema Francês (/variluxcinefrancês)
Instagram: @variluxcinefrances
Youtube: Festival Varilux de Cinema Francês.

Gabriel e a Montanha

Previsto para chegar aos cinemas nacionais no segundo semestre, o longa-metragem “Gabriel e a Montanha”, dirigido por Felipe Barbosa, fez sua estreia mundial no dia 21/5, durante a Semana da Crítica, mostra paralela do Festival de Cannes, na França, sendo agraciado com o prêmio de Revelação. O filme retrata a viagem do carioca Gabriel Buchmann pela África, com o objetivo de analisar de perto a pobreza e se qualificar para um doutorado em políticas públicas na Universidade da Califórnia, em Los Angeles (UCLA).

Baseado em anotações, e-mails de Gabriel para a mãe e a namorada, além de entrevistas com pessoas que cruzaram seu caminho na África, o filme recria os países visitados e as condições da viagem realizada logo após finalizar sua graduação em Economia.

Este é o segundo longa-metragem de ficção dirigido por Felipe Barbosa, que esteve à frente do elogiado “Casa Grande” (2014), ganhador do prêmio do público no Festival do Rio.

Confira uma cena disponibilizada do filme:
https://www.youtube.com/watch?v=WzqOhIKYjsk

TOME CIÊNCIA: Dicas de Escrita e Prêmio CBN Universitário

Dicas de Escrita

Confira a dica da Por Profa. Dra. Maria Inês Ghilardi Lucena, docente e pesquisadora da PUC-Campinas e Coordenadora da avaliação das redações do Processo Seletivo (Vestibular) da PUC-Campinas

Quem não gostaria de conhecer dicas infalíveis para escrever bem?

É claro que há pessoas que, desde cedo, gostam de escrever e exercitam o ofício. Outras, com muito esforço, redigem somente aquilo que consideram “obrigatório” devido aos compromissos acadêmicos ou profissionais.

O que sugerimos é uma reflexão sobre como ter maior prazer no momento da produção escrita, em qualquer das situações do cotidiano. E, é lógico, atingir os objetivos com relação aos leitores do texto.

Redigir é, sempre, um exercício mais específico do que simplesmente uma transposição da linguagem oral para a escrita. Envolve conhecimentos linguísticos (da língua, do idioma), de mundo e capacidade cognitiva. Enumeramos, aqui, aspectos essenciais para escrever bem, embora não haja “receitas” infalíveis:

1) conhecer e/ou estudar o gênero (os diferentes textos que encontramos em nossa vida diária) e o tipo de texto que se propõe utilizar;

2) conhecer (minimamente) o perfil do leitor do texto;

3) ter um objetivo claro a atingir;

4) usar linguagem adequada ao gênero textual e ao perfil do leitor;

5) buscar clareza e coerência (sentido), de acordo com o gênero proposto;

6) fazer a coesão (ligação) adequada entre os constituintes textuais (palavras, frases e parágrafos);

7) expressar-se, em alguns gêneros, com objetividade, em outros, deixar aflorar a subjetividade;

8) despertar o interesse do leitor (com criatividade);

9) escrever sobre o que se conhece e do que se gosta;

10) ser sujeito de sua própria linguagem (ter o que dizer e poder fazê-lo);

11) fazer revisão gramatical;

12) reescrever o texto (não se escreve tão bem na primeira versão).

Assim, escrever com freqüência, para aprimorar a escrita, é fundamental.

***                                    ***                                       ***                                        ***

Portal da Escrita Científica

Com o objetivo de auxiliar a comunidade acadêmica na redação de trabalhos científicos, a Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos mantém o Portal da Escrita Científica, que reúne ferramentas de apoio à produção de artigos, dissertações, teses e outras publicações, gerenciamento de referências bibliográficas, editoração e outros recursos.

Entre os recursos oferecidos estão materiais informativos e didáticos, cursos on-line, videoaulas, workshops, tutoriais e ferramentas computacionais de auxílio à escrita em português e em inglês desenvolvidas pelo ICMC, que auxiliam na organização da estrutura e do conteúdo dos trabalhos.

Os serviços do Portal da Escrita Científica da USP de São Carlos podem ser acessados clicando aqui.  Para mais informações: veja aqui. 

***                                         ***                             ***                             ***

Prêmio CBN de Jornalismo Universitário

Em sua sétima edição, o Prêmio CBN de Jornalismo Universitário quer estimular o diálogo. O tema escolhido para as reportagens é:Mais tolerância, menos conflitos. Em tempos de ânimos acirrados, de impasses sem solução, buscar histórias de conflitos solucionados, de entendimento alcançado vai ser o desafio dos participantes.

As inscrições serão feitas apenas pela internet e vão até 31 de julho. A divulgação do resultado ocorrerá no dia 1º. de outubro de 2015.

Os trabalhos podem ser individuais ou em grupo. Os três melhores serão premiados, sendo um considerado vencedor e, os outros dois, menções honrosas. O primeiro colocado (ou primeiros colocados, no caso de reportagem em grupo) terá direito a troféu; iPad; visita supervisionada para acompanhar o funcionamento da CBN em São Paulo, com as despesas de passagem e hospedagem pagas; veiculação do conteúdo na programação da rádio; e certificado de participação. As menções honrosas também terão o material veiculado na rádio e receberão certificados.

Não perca o fechamento desta edição, participe clicando aqui.