Arquivo da tag: iniciação científica

Iniciação Científica como caminho para o sucesso profissional

Por Beatriz Meirelles

Seja para enriquecer o currículo ou para quem pretende seguir a carreira acadêmica, a oportunidade de se inserir no universo da pesquisa, desde a graduação, está na Iniciação Científica (IC). No dia 30 de novembro de 2015, sete trabalhos foram premiados pela Universidade e oito receberam menção honrosa, nas áreas de Ciências Agrárias, Biológicas e Saúde, Ciências Exatas e da Terra e Engenharia e Ciências Humanas, Sociais Aplicadas e Lingüística, Letras e Arte.

Pró-Reitora de Pesquisa, Profa. Dra. Sueli Betini
Pró-Reitora de Pesquisa, Profa. Dra. Sueli Bettine

A PUC-Campinas também organizou pela primeira vez o Prêmio Temático, para quem está começando um Plano de Trabalho de Iniciação Científica, como foi o caso do estudante de Engenharia Matheus Cremasco Bertipaglia, orientado pelo Prof. Dr. Davi Bianchini, cujo trabalho trata do apoio de Redes de Sensores sem fio para a qualidade de vida de idosos. As premiações aconteceram no dia 30 de novembro, no auditório Dom Gilberto, no Campus I.

O orientador Prof. Dr. Davi Bianchini, o estudante Matheus Bertipaglia - Crédito: Álvaro Jr.
O orientador Prof. Dr. Davi Bianchini, o estudante Matheus Bertipaglia – Crédito: Álvaro Jr.

Uma das bolsistas premiadas, a aluna de Medicina Tamires Amorim Marques, orientada pelo Prof. Dr. Lineu Corrêa Fonseca, ressalta a importância da Iniciação tanto para o conhecimento mais aprofundado na área (em seu caso, a Neurologia), quanto para o seu desenvolvimento acadêmico. “A premiação é um reconhecimento dentro da minha faculdade por um projeto que eu desenvolvi aqui”, ressalta.

Na área de Ciências Exatas e da Terra e Engenharias, o aluno da Engenharia Química, Murylo Henrique Borges, que participa há três semestres da IC, conta que a Iniciação possibilitou que ele adquirisse conhecimento em muitos aspectos da vida acadêmica “Todo processo envolve muitos relatórios, pôsteres e, com isso, você aprende a produzir um artigo científico, tanto na formatação quanto na linguagem”, comenta Murylo. O estudante recebeu menção honrosa por seu trabalho concluído em julho de 2015. “Estou muito feliz, pois eu não esperava ganhar nada”, afirma.

Murylo Borges é aluno de Engenharia Química- Crédito: Álvaro Jr.
Murylo Borges é aluno de Engenharia Química- Crédito: Álvaro Jr.

A Iniciação Científica e o mundo de trabalho

A Iniciação Científica é um primeiro passo para a inserção daqueles que têm interesse na área acadêmica, mas de extrema importância também para quem pensa em se inserir no mercado de trabalho, uma vez que as empresas buscam cada vez mais a especialização de profissionais e a Iniciação Científica é uma ótima porta de entrada.

Aluna do terceiro ano do curso de Jornalismo, Viviane Celente- Crédito: Álvaro Jr.
Aluna do terceiro ano do curso de Jornalismo, Viviane Celente- Crédito: Álvaro Jr.

A aluna da área de Ciências Humanas, Sociais Aplicadas e Lingüística, Letras e Arte , do terceiro ano do curso de Jornalismo, Viviane Celente, participou da Iniciação Científica deagosto de 2014 a julho de 2015. Para a estudante, ao longo do processo foi que ela percebeu a importância em se envolver na pesquisa. Conta que além do conhecimento aprofundado sobre temas que envolvem seu curso, ela teve a oportunidade de apresentar seu trabalho em congressos e eventos acadêmicos. Tudo isso eu já levo no meu currículo e, com certeza, é um diferencial, por parte das empresas, na admissão de cargos na área do Jornalismo”, afirma.

Segundo a Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da PUC-Campinas, Profa. Dra. Sueli do Carmo Bettine, a Iniciação Científica (IC) contribui para a formação integral do aluno e marca o seu início no universo da pesquisa científica.

Ensino Médio

Engana-se quem pensa que iniciação científica é só para universitários. O Colégio de Aplicação PIO XII, junto com a PUC-Campinas, estimula os alunos do Ensino Médio a desenvolver a vocação científica por meio do Programa de Iniciação Científica Júnior – PIBIC/Jr.

O aluno participante desenvolve projetos de Pesquisa com a supervisão e orientação dos Professores Pesquisadores da Universidade.

O estudante de Engenharia Química, Murylo Borges, afirma que sua experiência foi muito enriquecedora com a participação e a colaboração dos alunos do Ensino Médio do Colégio Pio XII: “Eles querem aprender e estão ali para nos ajudar também; é uma grande troca de conhecimento”, reconhece.

Inovação

A PUC-Campinas promoveu, nos dias 22 e 23 de setembro, no Campus I, o XX Encontro de Iniciação Científica e o V Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 2015, o qual contou com palestras, apresentação de projetos, além de minicursos nos períodos da manhã e da tarde, nas salas do prédio H15 da Universidade e no Auditório Dom Gilberto, no Campus I da Universidade.

Foram 462 trabalhos, entre apresentações orais e pôsteres, que tiveram avaliação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e os melhores foram selecionados para cerimônia de premiação, que aconteceu no dia 30 de novembro de 2015.

Confira os premiados de 2015 clicando aqui. 

ESPAÇO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA

Iniciação Científica

A Iniciação Científica (IC) é o primeiro passo do aluno de graduação ao encontro da pesquisa acadêmica. É uma atividade que incentiva a formação de novos pesquisadores. Ela se constitui em um meio adequado para a formação de recursos humanos qualificados em universidades durante a graduação. A descoberta do conhecimento científico ocorre pela participação do aluno nas atividades teóricas e práticas conduzidas pelos docentes pesquisadores.

Na Universidade, o Programa Integrado de Iniciação Científica oferece três tipos de bolsas de estudo para alunos de graduação: o Fundo de Apoio à Iniciação Científica – FAPIC/Reitoria, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq) e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI/CNPq) administrado pela Universidade, com a supervisão do CNPq.

Para participar do Programa, o aluno deve estar regularmente matriculado em curso de graduação da PUC-Campinas; não ter vínculo empregatício ou ter um estágio remunerado; ter cursado disciplinas relevantes para a execução do seu Plano de Trabalho de IC; dispor de 20 horas semanais para as atividades de pesquisa; ser selecionado e indicado pelo professor pesquisador; cumprir o plano de atividades aprovado e apresentar os resultados parciais e finais da pesquisa no Encontro Anual de Iniciação Científica. Mais informações no site. 

O Encontro Anual de Iniciação Científica ocorreu neste ano entre 22 e 23 de setembro, onde foram expostos 462 trabalhos no total, entre apresentações orais e pôsteres. Os trabalhos são avaliados por um conjunto de consultores do CNPq, onde os melhores são selecionados para recebimento de prêmios e menção honrosa, em cerimônia oficial que ocorre em meados de novembro a cada ano. Além disso, neste ano, os trabalhos também foram apreciados por comitês formados por representantes do setor produtivo e da administração pública da Região Metropolitana de Campinas, quanto à sua aderência aos temas de Gestão e Desenvolvimento Sustentável de Áreas Metropolitanas, cujo reconhecimento também será anunciado por ocasião da cerimônia de premiação anual.