Arquivo da tag: organização

Autoconhecimento e métodos de estudo

Por Prof. Dra. Jussara Cristina Barbosa TortellaProfessora e pesquisadora titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da PUC-Campinas

O sucesso no Ensino Superior é influenciado pelas experiências que o aluno tem durante seu percurso escolar. Alguns alunos chegam à Universidade com uma gama de estratégias de aprendizagem e as adaptam ao novo contexto; outros, no entanto, ingressam nesse segmento com poucos recursos e com hábitos de estudo que nada contribuem às exigências universitárias. O que diferencia esses dois tipos de alunos? O uso de estratégias de aprendizagem adequadas a cada situação e também o engajamento nas mesmas, proveniente da compreensão da validade das novas aprendizagens.

Espera-se que os alunos do Ensino Superior atuem, perante as diferentes atividades que participam, de forma autônoma, crítica e que busquem constantemente e de forma motivada o sucesso acadêmico. Para tanto, necessitam construir um conjunto de competências e estratégias de aprendizagem que lhes permitam resolver os problemas apresentados desde o início até o final da conclusão do curso escolhido.

Geralmente, alguns alunos e até mesmo professores acreditam que as estratégias são inatas; por exemplo, quem tem um perfil de organização do tempo para as diferentes tarefas já nasce assim. No entanto, os estudos indicam que as estratégias são aprendidas e construídas em qualquer fase da vida.

Destaco aqui, pautada no marco teórico sociocognitivo, algumas estratégias e dicas que podem auxiliar os alunos universitários:

  1. estabelecimento de objetivos: definir para si próprio objetivos de aprendizagem ou para a execução de uma determinada tarefa a curto e longo prazo;
  2. organização e recuperação da informação aprendida: utilizar esquemas, formas diferentes de registrar os apontamentos, resumos, sumários;
  3. construção de um ambiente de trabalho que favoreça o rendimento acadêmico: selecionar um espaço físico adequado ao estudo; fazer uma lista de distratores que atrapalham a concentração e tentar destacar para cada um como combatê-los, encontrar formas de controle da ansiedade;
  4. gestão de tempo: organizar cronogramas para agendamento e visualização constante das tarefas; fazer uma lista de prioridades;
  5. procura de ajuda necessária: saber onde e a quem procurar quando os recursos pessoais não são suficientes para resolver o problema proposto;
  6. autoconhecimento: buscar constantemente aspectos que são fontes de sucesso nas aprendizagens e também aqueles que ainda precisam ser melhorados.

Uma boa dica é utilizar o livro: Cartas do Gervásio ao Seu Umbigo escrito por Pedro Rosário, José C. Núñez, Júlio González-Pienda. Editora Almedina

 

Como os Diretores estão se organizando para o Planejamento do seu Centro?

Entendemos que o Planejamento Acadêmico-Pedagógico é o momento fundamental para que as ideias sejam discutidas e organizadas pelos docentes. Rompe a clássica organização pedagógica do semestre, uma vez que oferece às direções e aos professores a oportunidade do debate. Além dos assuntos e dos temas inerentes às faculdades, em 2017 o CLC organizou um conjunto de atividades integradas para o mês de maio, com o objetivo de discutir as áreas das linguagens, das mídias e das artes.

Diretor do Centro de Linguagem e Comunicação/ Crédito: Álvaro Jr.

 

O CEATEC oferecerá a todos os docentes do Centro uma palestra sobre Neurociência e Educação. O objetivo é oferecer subsídios aos professores, como o aprimoriamente de metodologias e das práticas de ensino, a partir da Neurociência. No âmbito das faculdades, discutiremos os resultados das avaliações internas e externas, com vistas na avaliação do Enade 2017.

Prof. Dr. Ricardo Luís de Freitas, Diretor do CEATEC- Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologia. Crédito: Álvaro Jr.

 

No dia 08 de fevereiro, haverá além do acolhimento aos docentes, uma apresentação do Núcleo de Fé e Cultura e da Direção do CCV sobre ações desenvolvidas em atenção ao documento Laudato Si, e uma reunião com a Central de Atendimento ao Aluno sobre Fluxos de Revisão de Nota e Frequência e utilização do Diário de Classe Eletrônico.  Nos demais dias, as faculdades desenvolverão reuniões específicas visando aprimorar as atividades pedagógicas para 2017.

Prof. Dr. Gustavo Henrique da Silva
Diretor do CCV- Centro de Ciências da Vida

Procuramos no Planejamento Acadêmico-Pedagógico intensificar a participação mais próxima e direta dos próprios docentes. Especialmente no primeiro semestre, o calendário, felizmente, tem permitido que cada Faculdade e Programa aproveite o conhecimento e envolvimento do corpo docente para melhoria contínua do processo de ensino-aprendizagem, o que se dá por meio de palestras, oficinas, debates e reuniões setoriais e temáticas.

Prof. Dr. Luis Arlindo Feriani Filho- Diretor do CCHSA- Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

O Centro de Economia e Administração prepara sua reunião de Planejamento Pedagógico com muita atenção e comprometimento, pois trata-se de um momento fundamental para o sucesso do ano letivo que se inicia. Neste espaço para planejar se exercita uma reflexão sobre as ações executadas no anos anteriores e a preparação para a ação rumo aos objetivos que queremos alcançar no presente ano, como está definido na frase síntese que escolhemos para a reunião de planejamento 2017 – “CEA: Refletindo a prática, inspirando a ação.” Assim, mais do que planejar, trata-se de um momento de encontro, de acolhimento, em que todos são reconhecidos como partes importantes para os resultados que pretendemos serem alcançados ao longo do percurso.

Prof. Dr. Eduard Prancic- Diretor do Centro de Economia e Administração/ Crédito: Álvaro Jr.

 

 

 

 

 

Planejamento que gera eficiência

Por Prof. Dr. Ricardo Pannain

 A Pró-Reitoria de Administração – PROAD – órgão de planejamento, supervisão e coordenação, que oferece apoio para todas as atividades-fim da Instituição é composta pelas Divisões de Logística e Serviços; Orçamentos, Contas e Materiais; Infraestrutura e Recursos Humanos.

A Divisão de Logística e Serviços – DLS – conta com frota de veículos que são utilizados para o deslocamento de funcionários, professores e alunos, além de atender às demandas administrativas e coletivas do dia a dia. Gestora do plano de gerenciamento de resíduos sólidos, a DLS tem a incumbência de realizar o armazenamento adequado dos resíduos infectantes, químicos, biológicos, orgânicos e recicláveis que são destinados corretamente para preservação do Meio Ambiente. Somadas a essas atividades, cabe, ainda, à DLS a conservação e higienização de todos os Campi e das áreas verdes. Segurança patrimonial também é atribuição da Divisão de Logística e Serviços.

A Divisão de Orçamento, Contas e Materiais – DOCM – atua na gestão do orçamento da Instituição e é a responsável por todas as aquisições de materiais e serviços e distribuição dos suprimentos necessários para o desenvolvimento das atividades administrativas e acadêmicas.

A Divisão de Infraestrutura e Espaços Físicos – DIEF – conta com equipe de arquitetos, engenheiros e manutentores responsáveis pelos projetos e layouts, pela manutenção e conservação das edificações, além da supervisão e gerenciamento das novas obras edificadas nos Campi. Em conjunto com o Departamento de Segurança Universitária da Divisão de Logística e Serviços e com o Departamento de Engenharia e Segurança do Trabalho da Divisão de Recursos Humanos, a DIEF também elabora os planos de emergência fazendo o controle e a manutenção dos sistemas de prevenção e combate a incêndios.

A Divisão de Recursos Humanos – DRH – responde pelas contratações, desenvolvimento e gerenciamento do quadro de pessoal da Universidade e assessorada pelos Departamentos de Engenharia e Segurança do Trabalho e de Medicina do Trabalho, zela pela segurança e pela saúde dos funcionários do Corpo Técnico-Administrativo e do Corpo Docente, implementando medidas de segurança, avaliações ergonômicas e programas de qualidade de vida, buscando sempre o bem-estar dos funcionários.

Ao longo dos anos, a PROAD, cuja denominação, anteriormente, era Vice-Reitoria Administrativa, por meio de suas divisões, deu suporte às demais Pró-Reitoras em suas atividades-fim (Ensino, Pesquisa e Extensão), promovendo a atualização do parque computacional, novas construções, reformas das instalações, atualização e modernização das tecnologias de higienização, conservação, manutenção, segurança e saúde, além de promover a atualização de seus colaboradores, para melhor atendimento à comunidade.

A finalidade primeira da PROAD no âmbito da Instituição é propiciar sempre que o Ensino, a Pesquisa e a Extensão sejam praticados pela Universidade, com qualidade, eficácia e excelência.

Prof. Dr. Ricardo Pannain é Pró-Reitor de Administração da PUC-Campinas

TOME CIÊNCIA: Edição 164

Intercâmbio acadêmico

A PUC-Campinas oferece programas de intercâmbios para seus alunos, com o objetivo de fomentar a troca de informações e a produção do conhecimento, incentivando a formação integral dos estudantes. Ao todo, são sete programas de intercâmbio acadêmico que estão disponíveis (a relação completa pode ser conferida no portal da Universidade. 

Trata-se de mais uma oportunidade de aprendizado, de estabelecimento de contato com novas culturas, de apropriação de novas informações ou novos formatos de entendimento do mundo, das pessoas e das coisas.   O intercâmbio é, hoje, uma estratégia de formação pessoal e profissional de amplo espectro, desejável para se obter sucesso em uma sociedade complexa, “sem fronteiras”, que exige do cidadão comportamento local/global, ou seja, que compreenda a parte e o todo.

Cultura e Arte na PUC-Campinas

O Centro de Cultura e Arte (CCA) é um Órgão Complementar da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, um espaço de educação alternativa e permanente onde o aluno da PUC-Campinas tem a oportunidade de se expressar criativamente numa atividade cultural ou artística que o valorize enquanto pessoa.

Atualmente o CCA abrange cinco Grupos Artísticos: Coral, Teatro, Dança, Música de Câmara e Big Band, todos formados por alunos dos vários cursos da PUC-Campinas, por pessoas da comunidade em geral e por funcionários. O CCA ainda promove o Arte no Campus (apresentações dos grupos pelos Campi), Encontro de Corais, de Dança, apresentações artísticas da Big Band e peças Teatrais.

Se organize!

Se a desorganização está congestionando sua vida e você está se sentindo frustrado e disperso como resultado, é hora de se organizar. A primeira dica é manter as coisas nos lugares em que elas pertencem. Use agenda, ela lhe ajudará a redimensionar as prioridades do dia. Ela é especialmente útil se você tem um monte de compromissos e os seus dias são tão diferentes que você chega a ter problemas para manter o controle de sua programação. Mas atenção: além de escrever na agenda, é importante conferir o que foi escrito, diariamente, e assim balizar o que foi possível realizar. Faça uma lista de prioridades; escreva tudo o que você precisa lembrar. Defina a tarefa que você realizará e em qual período do dia a fará, isso ajuda a organizar as atividades do dia. Delegue responsabilidades para outras pessoas, não tente abraçar o mundo. Saiba o que você precisa/quer fazer, quando você vai fazê-lo e evite a situação de stress de não saber o que precisa ser feito. Organização leva tempo, mas quando você a torna um hábito de vida, tudo se torna muito mais fácil.