Arquivo da tag: trânsito

Maio Amarelo

A PUC-Campinas, por meio do Departamento de Segurança Universitária, está reforçando o trabalho de orientação de pedestres e motoristas para que atravessem nas faixas demarcadas e respeitem a sinalização de trânsito nos Campi I e II. Além disso, neste mês, em que acontece mundialmente o Movimento Maio Amarelo, que busca chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito, a Universidade vai disponibilizar faixas no sentido de sensibilizar, mobilizar e engajar os alunos, professores e funcionários.

O Maio Amarelo é simbolizado por um laço, que indica a aliança de forças em prol de um objetivo, como ficou marcado em movimentos como o Outubro Rosa e Novembro Azul, de combate ao câncer de mama e câncer de próstata, respectivamente. A cor amarela justifica-se por ser mundialmente conhecida como advertência e alerta no trânsito, e pretende-se que represente tanto um momento de reflexão para os motoristas e pedestres, como um alerta para a necessidade de redução de acidentes de trânsito.

Para se ter uma ideia da importância do tema, dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Inforsiga-SP) apontam que na região administrativa de Campinas, composta por 17 municípios, houve um aumento de 12% no número de mortes por acidentes de trânsito em janeiro de 2017, no comparativo com o mesmo período do ano anterior. No primeiro mês deste ano foram registradas 85 mortes, contra 76 em 2016.

 

Pró-Reitoria de Administração: Dicas de segurança para o seu dia a dia

Na edição 167 do Jornal da PUC-Campinas, a Pró-Reitoria de Administração da Universidade traz dicas sobre segurança em casa e no trânsito.

Pro reitoria adm

Em casa:

 Caso você ouça algum barulho no jardim ou no seu quintal e suspeite que alguém tenha invadido ou queira tentar entrar na sua casa, faça o seguinte: aperte o botão de fechar do alarme por alguns segundos e a buzina disparará continuamente, até que você o desligue ou que a carga da bateria se esgote ou você aperte o botão de “reset”. Lembre-se: Você tem nas mãos um sistema de alarme de segurança que já está à sua disposição e não precisa de instalação. Se o alarme disparar no momento em que algum mal-intencionado estiver tentando invadir a sua casa, o mais provável é que ele saia correndo e desapareça,

Ao viajar, peça a alguém de confiança para que não deixe juntar correspondência na porta. Peça a um vizinho que acione a polícia, caso observe movimento suspeito na casa, durante sua ausência.

Não abra a porta para pessoas que se apresentam para oferecer serviços não solicitados (encanadores, eletricistas, etc.). É útil o uso do interfone com câmera.

Quando for sair ou chegar, fique atento para suspeitos nas proximidades. Desconfiando, dê a volta no quarteirão e chame a Polícia.

Suspeitando de que algum infrator entrou em sua casa, quando você estava ausente, não entre, chame o policial do seu bairro, pois sempre é possível que os infratores ainda estejam lá dentro.

No trânsito:

No semáforo, pare sempre na pista da direita ou do meio. Evite a da esquerda, pois é mais fácil para o ladrão abordá-lo;

Esteja atento aos arredores;

Se o semáforo estiver vermelho e houver poucos carros na sua frente, reduza a velocidade: pode ser que o sinal abra antes de você chegar lá.

Evite deixar seu carro estacionado na rua, principalmente durante a madrugada. Desligue o carro, retire a chave do contato e tranque o veículo ao estacionar, mesmo que por poucos minutos.

Procure estacionar em ruas iluminadas e próximo de locais vigiados dia e noite.

Não deixe embrulhos, roupas, pacotes e valises à vista, dentro do carro. Isso atrai os ladrões.

Evite manter encontros dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos.

Não dê “caronas” a estranhos.

Não pare para discutir “fechadas” ou “batidinhas”. É comum que infratores provoquem isso, só para assaltar.

Procure transitar, sempre que possível, com vidros fechados e com as portas travadas.

No Transporte Coletivo:

Dentro do coletivo mantenha a bolsa, carteira, pacotes ou sacolas na frente do seu corpo.

Em ônibus com poucos passageiros, procure viajar próximo ao motorista.

Ande sempre com o dinheiro da passagem contado ou dê preferência aos vales transporte.

Evite ficar sozinho em pontos de ônibus isolados.

Com informações do Departamento de Segurança da PUC-Campinas